22 Setembro 2014

Novas perspetivas


Esta foto é simplesmente fantástica! A foto é Chris Bryan e é tirada de um ângulo que normalmente ninguém quer estar na onda de Teahupoo.

As estrelas já andam por Sintra


As estrelas do Bodyboard já chegaram e andam pelos lados de Sintra. Se queres surfar com o Jeff Hubbard, Dave Hubard, Pierre Louis-Costes, Amaury Lavernhe, Hermano Castro, Uri Valadão, Alex Uranga, Jacob Romero e muito mais, vem surfar à Praia Grande durante esta semana e durante o Sintra Pro Bodyboard 2014.

Vem descobrir o Bodyboard com o Sintra Pro 2014!!

MUDE - Made In Portugal - Surf



Exposição a não perder na Rua Augusta, na MUDE - Museu do Design e da Moda

Dom, 6ª, Sáb às 10:00, de 3 de julho a 30 de Setembro 2014.

Rua Augusta, nº 24
1100- LISBOA


A costa portuguesa tem vindo recentemente a ganhar destaque nas noticias mundiais, muito pelo surf aqui praticado e pelas potencialidades de alguns locais como destinos de referência internacional para este desporto.
Em Novembro de 2011, o campeão mundial havaiano Garrett McNamara surfa uma onda de 30 metros na Praia do Norte, na Nazaré, o que lhe valeu o prémio de maior onda da competição Billabong XXL Global BigWave Awards. O fenómeno “canhão da Nazaré”, como já é conhecido, é uma das muitas mais-valia da costa portuguesa para a prática do surf.
Já em 2013, é a vez de Peniche saltar para as noticias mundiais através do surf de Joana Andrade, falando-se cada vez mais na marca Peniche – Capital da Onda.
Mais perto de Lisboa, a Ericeira torna-se recentemente a primeira reserva mundial de surf da Europa ao ser destacada pela organização mundial Salve The Waves, responsável pela criação de zonas de ondas protegidas. Esta distinção é atribuída pela consistência das suas ondas, a existência de uma cultura e  indústria de surf, a biodiversidade e a qualidade ambiental das praias.
Em paralelo, fala-se cada vez mais da importância do mar como património, histórico e recurso natural fundamental para uma estratégia concertada de desenvolvimento do país. Entre as várias atividades marítimo-turísticas que podem ser incentivadas, encontra-se certamente o surf e a sua prática. 
No âmbito da programação Made in Portugal, e depois dos caiaques e bicicletas, o MUDE olha para o universo do surf e volta a revestir a fachada da Rua Augusta, desta vez com mais de 100 pranchas desenhadas e produzidas em Portugal por micro e pequenas empresas nacionais. O enfoque é colocado no papel essencial que a prancha tem para a performance que tem vindo a ser notícia nas revistas e televisões. A sua forma, meticulosamente desenhada e aperfeiçoada pelo shaper, autor da alma da prancha, tem de cortar na perfeição a onda, ser resistente e leve ao mesmo tempo, ágil, mas também elegante e estilizada. As cores e os desenhos vêm dar-lhe animação, mas é na sua forma, no seu design, que o segredo reside.
Nesta iniciativa gentilmente colaboraram com o MUDE, cedendo as suas pranchas as marcas/empresas Ahua, Jobsite, Mica Surfboards, Pólen, Semente, SPO, X Cult. De várias gerações e com um posicionamento diferente entre si, partilham alguns valores que queremos destacar: a paixão pelo mar e pelo surf; a dedicação absoluta ao seu trabalho; a procura incansável pela excelência; uma alegria e descontração contagiantes; e “um estar de bem com a vida”.
Para além das pranchas da fachada que já foram muito usadas por profissionais e amadores, no interior do Museu apresentam-se sete exemplares característicos de cada uma das marcas supracitadas. Outras sete pranchas serão pintadas por André Saraiva, passando a integrar o espólio do MUDE.
Ahua Surf withinFundada em 2012, a Ahua desenha, desenvolve, produz e distribui alaias para finless surfing e handplanes para bodysurfing. Distingue-se pelo fabrico em madeira e cortiça, com a preocupação de minimizar o impacto da produção de pranchas de surf no Planeta. Associa também uma pesquisa de novos processos de transformação e fabrico. Performance, conforto e qualidade são três palavras chave.
JobsiteProjeto recente, mas que conta com os vários anos de experiência dos seus participantes. Com shapers de distintas culturas de surf, procura oferecer um leque alargado de escolhas, que têm sempre em comum o rigor e a qualidade
Micasurfboards - Made by SurfersAmílcar Lourenço (Mica) começou a trabalhar aos 15 anos numa fábrica de pranchas de surf. Amante do surf, acabou por se tornar profissional do surf. Findada a sua carreira profissional de surf e incentivado por alguns amigos, resolveu criar a sua própria marca de pranchas. Mica é o shaper da própria marca, trabalhando sempre em estreita articulação com o surfista, de modo a aperfeiçoar a performance de cada prancha. Proteger o ambiente é essencial para esta marca, sobretudo pelo impacto que reveste a produção 100% química de cada prancha, por isso procurar materiais recicláveis e adotando preferencialmente MDI Poliuretano, o menos prejudicial material de construção.
Polen Surfboards PortugalNasce em 1988 com o sonho de criar as melhores pranchas de surf da Europa e igualar a qualidade das desenhadas na Austrália, Hawai e Estados Unidos. Rapidamente, tornou-se numa marca de relevo em Portugal e na Europa. Passados mais de 25 anos, a sua missão mantêm-se a mesma, apostando na inovação e aperfeiçoamento das suas pranchas, direcionadas quer para profissionais, como para iniciados.
Semente SurfboardsSediada na Ericeira e pioneira do fabrico de pranchas de surf em Portugal, a Semente é criada em 1982 por Nick Uricchio e Miguel Katzenstein, tornando-se a mais antiga marca de pranchas do nosso país. Uricchio, antigo surfista e artesão de pranchas, é o shaper (autor do design/forma) da marca, procurando um constante aperfeiçoamento das linhas. Este trabalho é reconhecido quando a Semente é a marca preferida por alguns dos melhores surfistas, tais como o bicampeão nacional Vasco Ribeiro ou o tube rider Nicolau Von Rupp, mas também quando o conceituado site Surfer Today o distingue como um dos melhores shapers mundiais, incluindo o seu nome numa lista de 34. A alta performance é o lema principal da Semente, desde a primeira hora.
SPOSituada nos arredores de Santa Cruz a SPO - Shaping Professionals Organization -inicia a sua actividade no ano 2000 e desde então, já desenvolveu algumas das melhores pranchas de surf da Europa, prova da qualidade do seu trabalho e do aproveitamento das melhores tecnologias.
X-CultSediada em Cascais, a XCULT tem como objectivo trazer alta qualidade e excelente performance às suas pranchas. A marca nasce em 2009, em sequência da aquisição por Xenico Vidal de Energia Tropical, marca fundada por Álvaro Pereira “Alvinho” em 1990. Atualmente, XCULT orienta-se o recurso da tecnologia de ponta. Aposta na qualidade dos materiais e na experiência de mais de 20 anos dos seus colaboradores a sua fábrica produz também outras marcas com shapers convidados, nacionais e internacionais. 

Miguel Adão sagrou-se campeão Europeu Sub-18



O Figueirense Miguel Adão sagrou-se campeão Europeu Sub-18 2014, nos Açores. A Carcavelense Madalena Guerra ficou em 3º no Sub-18 Feminino e Guilherme Guerra ficou em 4º lugar no Sub-16.

21 Setembro 2014

Ondas de Gala by Edouard

Fotos: Ricardo Janeiro


O furacão Edouard tinha-nos enviado um swell e as expetativas não foram defraudadas. Por toda a costa portuguesa houve ondas para todos os gostos, grandes, pequenas e médias.

A alegria das ondas é algo contagiante. Sei que somos bodyboarders de corpo e alma e é por estes dias que ansiamos. Dias de ondas perfeitas e tubulares, dias de sol e glassada!













Documentário de Simon Murphy em El Fronton


Documentário sobre El Fronton de Simon Murphy... São 30 minutos de filme!

Provavelmente é o melhor documentário de bodyboard que vi de 2014 (até agora). As onda de El Fronton só por si são um documentário, um fenómeno único no mundo que merecia um programa específico no Discovery Channel ou no National Geographic (não sei se há).

Depois temos o rider Simon Murphy que entra numa mar grande, sozinho, sem qualquer apoio dentro de água. É vê-lo a apanhar caldos atrás de caldos. O ex-patrocinado pelas pranchas Respect, natural da Austrália tem aquela dose de loucula aussie, tipo Brenden Newton, deve ser da água de lá.

Habituado a viajar, Simon Murphy é também mestre no DK. Ele verbaliza um poema, não sei se é da sua autoria ou de algum autor conhecido, mas de facto está fantástico! Depois temos o segmento do Wild Wild El Fronton que decorreu em dezembro de 2011, salvo erro, com filmagens espetaculares e com um som a condizer... Enfim vejam e apreciem!

Fronton´s Days from Nicolas Nachaj on Vimeo.

O Bodyboard em ondas grandes e diferentes é, sem dúvida, uma forma de arte!

Made In Portugal - Surf by André Saraiva


A maturidade do Surf já permite este tipo de expressões e reflexões... São expressões para além do mar, reflectido de outras formas.

Lá chegaremos!


André Saraiva, artista de origem portuguesa, iniciou a sua carreira nos anos 1980, nas ruas de Paris, quando começou a pintar os seus graffiti nas paredes da cidade. No início dos anos 1990, Saraiva criou um "alter-ego", Mr. A - uma personagem alegre, enérgica e longilínea, de cabeça redonda e grande sorriso, que começou a invadir montras, estações de metro, caixas de correio e edifícios devolutos das cidades euro­peias. À medida que as viagens de Mr. A atingiram uma escala mundial, ocorreram mudan­ças subtis na aparência e na indumentária - uma cartola, olhos em forma de X, asas e até a sua projeção no feminino - que deram profundidade à personagem de Saraiva. Nunca perdendo a sua linguagem gráfica de origem, André Saraiva tem vindo a explorar outros territórios artísticos, nomeadamente a instalação, a pintura, a serigrafia, a direção criativa da revista L’Officiel Hommes e, mais recentemente, edição, a curta-metragem e o vídeo.
Parafraseando Andy Warhol (“Being good in business is the most fascinating kind of art. Making money is art and working in art and good business is the best art”), André Saraiva é na atualidade uma das figuras cimeiras do grafitti mundial e um artista global para quem a arte é um bem de consumo, entretenimento e prazer. Proprietário do night-club Le Baron, em Londres, Nova Iorque, Tóquio e Paris, e de Hotel Amour(Paris), tem colaborado com as principais marcas multinacionais, como por exemplo, Louis Vuitton, Levi’s, Moet & Chandon, Chloé, Chanel, Belvedere, Fendi, Cartier ou Givenchy, sendo um exemplo de como a linguagem marginal, irreverente e transgressora do graffiti foi sendo apropriada pelo sistema e pelas instituições. O resultado é um universo de objetos e produtos onde a sua linguagem irónica, descomprometida e sexual, por vezes subversiva, de cores vivas e contrastantes, faz a diferença. Isso não significa que tenha deixado as ruas, onde continua a deixar a sua marca através dos Love graffiti.
A sua obra tem vindo a ser reconhecida e exposta em vários museus e galerias de arte contemporânea com exposições a solo onde é possível ver segmentos do seu trabalho, como os Dream Concerts ou as arquiteturas da sua Andrépolis. Destaque para Palais Tokyo (Paris), Maison Kitsuné (Tóquio), Museum of Contemporary Art (Los Angeles), Circle Culture Gallery (Hamburgo), Anonymous Gallery (Cidade do México). No MUDE a exposição André Saraiva, com quase 200 peças, é pensada e desenhada como uma grande instalação no piso 3. As diferentes expressões artísticas em que tem trabalhado surgem em complementaridade, de modo a sublinhar o seu desenho e dando a conhecer a sua obra que aprofunda a linguagem pop e é devedora das noções de espectáculo, arte com um sentido lúdico e contaminação entre a arte erudita e a arte pop do pós-modernismo.
Acompanha a exposição um catálogo profusamente ilustrado, com ensaios de Bárbara Coutinho, Glenn O’Brien e Olivier Zham. André Saraiva pintará ainda sete pranchas de surf brancas, desenhadas e produzidas pelas empresas portuguesas Semente, Polen, Micasurfboards, X-Cult, Jobsite, SPOSurf, Ahua e que integrarão o espólio do MUDE.
Esta exposição contou ainda com a colaboração do Museu de Arte Popular que gentilmente cedeu 6 vitrinas da autoria do Arqt. Jorge Segurado, em 1948.

Maldivas põe ilha à venda por €10,6 milhões


Segundo o site greensaver.sapo.pt as Maldivas são o país que, provavelmente, mais tem debatido e colocado na agenda mediática o tema das alterações climáticas, e a razão é simples – será um dos primeiros a desaparecer com o aumento do nível médio do mar.

O Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas reportou, em 2007, que se o nível médio do mar subir uns meros 59 centímetros até 2100, uma previsão optimista, grande parte as 200 ilhas inabitadas ficariam debaixo de água – as Maldivas têm 1990 ilhas de coral, agrupadas numa cadeia de 26 atóis.
Uma destas ilhas inabitadas, porém, poderá em breve mudar o seu estatuto. Segundo a imprensa britânica, o Governo das Maldivas colocou à venda a ilha de Orivaru, um pedaço de terra em forma de panqueca, por €10,6 milhões.
Tendo em conta o que tem sido feito para combater as alterações climáticas, provavelmente será dinheiro deitado à rua por qualquer empresário ou milionário, ainda que a ilha venham com permissão para construir um hotel e spa.
Com 14 hectares e localizada a 45 minutos da capital Malé, a ilha de Orivaru é uma das 71 que pertencem ao arquipélago de Noonu Atolls e está ser vendida pelo Debutesq Group. “Não há nada na ilha. Está completamente virgem”, explicou Alan O’Connor, director-geral do grupo.
O Ministério do Turismo permitirá a construção de perto de 100 quartos e moradias com vista para o Oceano Índico. Por quanto tempo é que estas eventuais construções ficarão a salvo da água? Isso é outra questão que de pouco ou nada, provavelmente, interessará aos interessados.
Mesmo com o euromilhões desta semana é preciso abrir os cordões à bolsa, pelo que o melhor é esperar por um super jackpot!

Double tow in


Duplo Tow-in, não basta um, tem de ser dois...


20 Setembro 2014

Ondas pequenas para o Sintra Pro 2014


Ainda faltam uns dias, mas as previsões meteorológicas para a Praia Grande, local onde será realizado o Sintra Pro 2014, não são as melhores.

Prevê-se um swell entre o 1.4 a 1.2 de noroeste, com um período de vaga entre os 13 e os 10 segundos.


Uma das razões para empurrar a etapa para o final de setembro foi aumentar a possibilidade de receber um swell maior, porém os deuses parecem estar com Uri Valadão, especialista em ondas pequenas da Praia Grande.

Mas o evento de Sintra é sempre uma festa, com muito para fazer e ver! Por isso não faltem que nós também iremos estar no maior evento de bodyboard de Portugal!

Bodyboard na Enciclopédia do Surf


O Wikipedia é uma base de dados formidável, utilizada por milhões de utilizadores em todo o mundo. No mundo das ondas existe o Encyclopedia of Surfing e apesar de ser necessário introduzir muito mais informação, o que consta da BD já é um bom começo.

No que diz respeito à parte do bodyboard, os dados que lá constam são, obviamente, ainda menos. Para dizer a verdade até há pouca informação, o bodyboard é visto como uma entrada num dicionário, nada mais. Compreensível, dado que a nossa história não é assim tão longínqua.

É engraçado porque na enciclopédia afirmam que o número de bodyboards ultrapassa em grande margem o número de pranchas de surf.

Enjoy


19 Setembro 2014

Neymara Carvalho candidata a deputada Estadual


Neymara Carvalho candidata a deputada Estadual e esta hein!? Juntos nessa onda he he he!

5º Festival Internacional de Cinema Bodyboard



Pelo 5º ano consecutivo, Sintra recebe o Festival Internacional de Cinema Bodyboard, conduzindo aos aficcionados e praticantes do desporto ao universo do audio-visual.
Trata-se de expôr os melhores filmes de Bodyboard produzidos na temporada de 2014, os lançamentos do mercado internacional, as novidades dos curta-metragens de diversos países e celebrar em clima de festa dentro do maior Festival de música da região.
Portugal vem recebendo o Festival de Cinema durante a prova do Circuito Mundial, aproveitando o encontro dos maiores nomes do desporto que vêm a Sintra em busca dos preciosos pontos da tradicional etapa.
Tradição essa que se reflete em um Festival de Cinema que vem sendo cada vez mais progressivo, já que os portugueses também nele participam, expondo suas obras em formato de curta-metragens e interactuando com outras obras e produtores de países como Brasil, Espanha, Australia, Chile e outros tantos que fazem questão de preparar material fresco para participar do Festival de Cinema Bodyboard.

Para esta edição de 2014, trazemos o esperado lançamento dos irmãos Hubbard (Hawaii, USA), The Hubboards Movie. O filme mostra os dois Campeões Mundiais viajando pelo mundo afora e botando á prova a qualidade dos produtos desenvolvidos pela dupla Jeff e Dave, nas ondas mais espetaculares do mundo, incluindo na lista de países o berço europeu, Portugal.

Directo da Australia, o filme Passing Trough vem trazer arte, poesia e a magia do universo das ondas. Com uma fotografia impecável assinada por James Kates e Phil Gallagher, o espectador está convidado á viajar pelos 4 continentes ao sabor de uma trilha sonora feita especialmente para o filme, conduzindo todos a uma experiência única e porque não dizer, mágica.


Show de Curtas

Portugal, Brasil, Canarias, País Basco, Chile, Australia, Indonésia, Tahiti e Filipinas são alguns dos protagonistas das sessões de curtas, onde participam representando suas nações expondo a cultura dos atletas, seu cotidiano e contando suas expriências e obras com duração máxima de 5 minutos cada.
Dentro do Sintra Fest, o público em geral vai poder "relaxar" entre um show ao vivo com as melhores bandas de distintos estilos musicais, assistindo no grande ecrâ ao 5º Festival Internacional de Cinema Bodyboard organizado por Elmo Ramos com produção em conjunto com João Grego, nos dias 26 e 27 na Praia das Maçãs, Sintra, Portugal.

Grande Sorteio de produtos das marcas de nossos apoiadores culturais, fiquem ligados, malta que vai estar presente no Mundial Sintra Pro 2014!

Apoio Cultural: GT Boards, Hubboards, Pride e Kpaloa

Festa Twins and Fins



Na mítica e renovada Ribeira D'Ilhas, em plena Reserva Mundial de Surf da Ericeira, onde as ondas quebram fortes e seguras no fundo rochoso, vamos juntar culturas e misturar o surf com os motores. As motos, transformadas, clássicas, revivalistas e o free surf clássico juntam-se na partilha de ideais, estilos e tendências de várias gerações. No fim de semana de 27 e 28 de Setembro tornamos realidade o Twins & Fins, com exposição de motos, equipamentos para surf e motos, concertos de rock and roll, campeonato de surf retro e masters, café racers, hot rods, desafio scrambler e festa pela noite dentro de sábado. Um evento que ninguém pode perder e que vai marcar a agenda nacional.

Surf
Dia 27 de Setembro - Retro Board Revival - festival de pranchas clássicas.
Nas condições de participação para manter a linha pretendida, as pranchas autorizadas serão Single Fins (Short e Longboards), Twin Fins (Fish e Mini Simmons) e outras que se enquadrem no contexto retro clássico.
Embora nos mesmos heats as pranchas poderem ser diferentes a avaliação incidirá no estilo clássico na sua essência, desde o cutback de base bem fechada nas shortboards ao hangten no Longboard.

Dia 28 - Master Revival – Festival Surfistas Masters.
Após o sucesso do ano anterior, com condições clássicas, os Pioneiros do Surf Português estão de volta a Ribeira d’Ilhas. Serão muitos reencontros e “ajustes de contas”. As previsões para o fim de semana são entusiamantes.

As categorias em acção são; Grand Master (+40 anos), Kahuna (+45), Grand Kahuna (+50) e Jurassick Master (+60)
Inscrições para o email esc.circuito@gmail.com com a seguinte informação: Inscrição Retro Board Revival , e/ou, Master Revival, nome, data de nascimento, categoria a inscrever, contacto telefónico.
Valor das inscrições, Sócios ESC 10€ e Não Sócios 15€.
Para mais informações ericeirasurfclube@gmail.com

Press: Figueira Eurobodyboard 2014 powered by Açoreana Segurosa


Pelo segundo ano consecutivo a Ass. Bodyboard Foz Mondego apresenta o Figueira Eurobodyboard 2014 powered by Açoreana Segurosa 3º prova do Circuito Europeu de Bodyboard 2014- Open e Feminino. De 3 a 5 Outubro os melhores Bodyboarders Europeus estarão presente nas belas ondas da Praia do Cabedelo para disputar o titulo do Figueira Eurobodyboard 2014 powered by Açoreana Seguros,que em 2013 foi ganho pelo atleta Canario Kevin Ohriuela e pela Portuguesa Catarina Sousa. Em 2014 com alteração de data para Outubro espera-se grandes ondas e muitos atletas Europeus nesta importante prova do Circuito Europeu de Bodyboard.


Press: Paredes Ocean Movement


A Praia das Paredes da Vitória, Concelho de Alcobaça, vai acolher este fim de semana, dias 20 e 21 de Setembro, o 2º Campeonato de Surf e Bodyboard "Paredes Ocean Movement" apoiado pela XS Teamgodway. A organização, que está a cargo da Paredes Surf e da Twins Twins Surf SchoolShop, promete muita animação, musica, aulas de surf e outras actividades.


18 Setembro 2014

Carcavelos antes do betão









Como todos sabemos a vila de Carcavelos vai ser invadida pelo betão, fruto da aprovação da construção de edifícios urbanos na quinta dos ingleses.

Há muito que a batalha se travava na secretaria e infelizmente todos perdemos, cidadãos e wave lovers todos vamos ter de "gramar" com uma quantidade absurda de casas, pessoas e carros.

A pressão urbana mais uma vez ganhou, aquela pressão que venceu também a batalha no Guincho e como consequência foram construídas vivendas em pleno parque natural. Nesta batalha foram apenas vivendas e em Carcavelos serão monstros de betão, pelo menos do que vimos no projeto.

Resta-nos preservar a memória em fotografias, tal como o site "Restos de Colecção" (as 3 últimas) e esperar pelo melhor. Memória para não esquecermos e evitarmos os erros no futuro.

Sintra is Much more than Bodyboarding



Foto: Margarita Léon

Sintra é muito mais que a Praia Grande, aliás as ondas da Praia Grande são apenas uma ínfima parte do que esta vila "Património Mundial" da UNESCO tem para oferecer. Há muito que fazer e visitar.

Apenas num pensamento surgem de imediato o Palácio da Pena, Palácio da Regaleira, Palácio dos Seteais, Castelo dos Mouros, etc.

É um município pejado de eventos culturais e desportivos. Hoje, a Câmara Municipal de Sintra e a Federação Portuguesa de Surf apresentam, pelas 15h00, o Sintra Portugal Pro, prova que faz parte do circuito mundial de bodyboard.

Presentes no encontro com a Imprensa estarão o líder do “ranking” mundial e campeão do Mundo em 2012, Pierre Louis Costes, os campeões nacionais Catarina Sousa e João Barciela e o ex-campeão nacional e europeu Hugo Pinheiro. 


O Sintra Portugal PRO 2014 vai contar com a presença de alguns dos melhores atletas, masculinos e femininos, deste desporto, como os antigos campeões do mundo César Bauer e os irmãos Dave e Jeff Hubbard, bem como Amaury Lavernhe, o brasileiro Uri Valadão e o sul-africano Jared Houston.

A 19ª edição do Sintra Portugal PRO decorre entre 23 e 28 de Setembro e vai ser apresentada no Hotel das Arribas, na Praia Grande, pelas 15h00 de 18 de setembro.














Opinião: Noticias que preocupam


Fico preocupado quando o título da notícia é "(Universidade) Nova quer atrair alunos estrangeiros para um estilo de vida "californiano" em Carcavelos".

Planeado para 2017 e prevendo já o excelente trabalho das nossas entidades que trabalham as burocracias, vai sair um projecto "megalomano" que vai entupir a e apertar a pequena vila de Carcavelos.

Mas também já estou a ver os Cafés e Escolinhas da Praia a esfregar as mão com mais alunos. Pena é não se fazerem as coisas de maneira sustentável e só se pensar no dinheiro que vai entrar.

É nesta fase que deveriam entrar as comunidades locais, como as que existem em Oahu ou, não tão longe, aquelas vilas do norte, que tão aguerridas são pelos seus direitos.
Follow Us

JB Drawings

Bodyboard Bahia

ShootMe

© Palavras de Sal All rights reserved | Theme Designed by Seo Blogger Templates